skip to Main Content

Realidade virtual aplicada a construção civil

Apesar de parecer distante ainda da realidade brasileira, a aplicação de realidade virtual na construção civil pode chegar com força aos canteiros de obra.

Há poucas semanas, o BIM na Prática participou da FEICON 2018 – maior feira da Indústria da Construção da América Latina. Além de mostrar sinais de que a indústria está voltando a aquecer, visto o número expressivamente maior de participantes e empresas expositoras em comparação aos 2 anos anteriores. Além do destaque para o crescimento, a feira também trouxe algumas tecnologias interessantes sendo aplicadas ao mercado.

Sobre todas elas, uma das tecnologias que se destacaram foi a Realidade Virtual (VR). Após a chegada no mercado dos óculos VR através de grandes empresas nos últimos 2 a 3 anos, chamou a atenção a rápida adoção deles em projetos BIM, por empresas de tecnologia do setor. Especialmente por nosso setor usualmente levar bastante tempo para incorporar inovações.

Como tudo aquilo que é desconhecido, a novidade ainda desperta algumas dúvidas, principalmente quando há outro conceito bastante parecido sendo desenvolvido em paralelo e chamando a atenção da mesma maneira: a realidade aumentada (AR).

Nesse post você vai:

  • Entender o que são são estas tecnologias;

  • Quais as diferenças entre elas;

  • Aplicações práticas na indústria da construção civil.

O que é realidade virtual

Primeiramente a Realidade Virtual (VR) é uma tecnologia de interface capaz de enganar os sentidos de um usuário, por meio de um ambiente virtual, criado a partir de um sistema computacional. Ao induzir efeitos visuais, sonoros e até táteis, a realidade virtual permite a imersão completa em um ambiente simulado, com ou sem interação do usuário.

Ou seja, ela cria ambientes virtuais a partir de simulações computacionais tridimensionais e transmite essa realidade para o usuário através de dispositivos como óculos VR, por exemplo.

Uma das bases da ilusão visual de uma nova realidade é forjar a atual. Para isso, uma simples imagem plana passada diante de nossos olhos não basta. A mesma poderia simplesmente ser encarada como algo falso. É aí que entra um dos trunfos da realidade virtual.

Realidade Virtual (VR)  vs Realidade aumentada (AR)​

Na realidade virtual (VR), você mergulha em uma experiência completa, em um novo mundo. O nome diz tudo: a realidade que você está vendo não existe, pois está sendo criado algo novo a partir de um computador. Ela é muito utilizada para entretenimento, como pode ser vista bem aplicada a jogos.

Por outro lado, a realidade aumentada (AR) traz informações e elementos extras a realidade. Pela lente dos óculos, você verá projeções de objetos, planilhas ou informações sobrepostas a sua visão do local que você está, com as quais é possível interagir de diferentes maneiras. Pode-se dizer que o AR (Augmented Reality) melhora a nossa realidade.

Aplicando estas tecnologias na prática:

  • Isso significa que em uma reunião no canteiro, um engenheiro(a) ou arquiteto(a) com um óculos de realidade aumentada (AR) poderia visualizar detalhes de projetos ou informações de planilhas em tempo real, caminhando pela obra.

  • Por outro lado, se a mesma pessoa caminhasse pela obra com um óculos de realidade virtual (VR), ela poderia perder a noção de espaço e facilmente se acidentar, já que estaria mergulhada em um outro mundo.

Este vídeo ilustra o uso de um óculos de realidade aumentada, especificamente para um canteiro de obras nos EUA.

 

4 principais aplicações práticas

1- Design de projeto

Primeiramente a realidade virtual pode ser utilizada para o desenvolvimento de projetos de arquitetura e engenharia de um empreendimento. Na FEICON, empresas que desenvolvem softwares BIM apresentaram uma solução de visualização de modelos BIM através de óculos de realidade virtual.

Assim, testamos a solução e com ele é possível caminhar pelo projeto, selecionando quais disciplinas serão exibidas. Ao movimentar a cabeça para os lados, para cima ou para baixo, a câmera acompanha seus movimentos. A sensação que fica após poucos minutos utilizando, é que realmente vocês está dentro do projeto

Portanto, essa tecnologia permite uma maior facilidade de comunicação entre as partes envolvidas no projeto, reduzindo o tempo de aprovação de alterações, erros de interpretação ou até mesmo problemas de projeto que só serão vistos em obra.

2- Treinamento

Apesar de ser muito popular em outros segmentos, como o agrícola, com a realidade virtual é possível tornar treinamentos no setor da construção civil mais reais e alinhados com a realidade, antes mesmo de levar os profissionais a prática propriamente dita.

A simulação virtual possibilita treinar situações de risco sem comprometer a integridade física do aprendiz e do patrimônio da empresa. Além disso, a aplicação de um treinamento prático com equipamentos reais implica em mobilizar recursos humanos e materiais para realizar a capacitação.

Contudo, o tempo para mobilização ou condições ideias para treinamento, podem ser um impeditivo para a prática. Por exemplo, a Hiab desenvolveu a Hivision, um sistema completo que o usuário pode operar uma grua no conforto e segurança da cabine do caminhão. A empresa desenvolveu um sistema com câmeras no topo da grua, que permite visualizar a área de trabalho e operar o guindaste remotamente usando os óculos de realidade virtual.

3- Tours Virtuais

Tours virtuais estão sendo vistos frequentemente em stands de vendas de imóveis. Ele permite que através de uma experiência de imersão com um óculos de realidade virtual, o cliente caminhe e interaja com um imóvel que ainda não foi construído, como se estivesse dentro dele de fato. Para imobiliárias que possuem vários imóveis na carteira, essa tecnologia permite que um cliente consiga visitar vários imóveis sem ter que sair do escritório de vendas.

4- Decoração

Na hora de decorar a casa, é difícil em muitos casos visualizar exatamente como ficará o ambiente depois de pronto. A IKEA, uma das gigantes do setor de móveis domésticos, lançou um aplicativo de realidade virtual chamado IKEA VR Experience. Esse app permite que o usuário acesse ambientes e mude do jeito que quiser, alterando móveis, eletrodomésticos e cores, de acordo com o que há disponível na loja.

Além disso, outro recurso interessante é a possibilidade de utilizar a realidade aumentada para testar os móveis da empresa na própria casa do cliente antes da compra, tudo via tecnologia virtual.

Para se aprofundar mais   

Ademais, caso você queira se aprofundar ainda mais no tema, recomendo dois materiais bem interessantes sobre o tema:

Por fim, você já pensou utilizar essa tecnologia no seu dia a dia de trabalho? Escreve pra mim nos comentários se você pensou em outra aplicação para ela e o que achou sobre utilizá-la na construção civil!

Alexandre Müller

Engenheiro Civil graduado na UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, foi um dos fundadores da Integra Construção Inteligente, uma empresa de consultoria em planejamento e orçamento de obras utilizando BIM. Em 2014, estudou na University of Southern California com dois grandes especialistas em BIM – Lucio Soibelman e Burcin Becerik-Gerber, ambos com anos de experiência na indústria, na área acadêmica e em pesquisa. Além disso, participou de uma pesquisa no i-Lab – Innovation in Integrated Informatics – sobre o uso de Laser Scanner para criação de modelos as-built.

This Post Has 2 Comments
  1. ola, sou do matogrosso e gostei muito do seu conteudo sobre bim.
    meu pai tem um escritorio de arquitetura e ele trabalha com a plataforma bim aqui na cidade e na regiao .
    parabens pelo site.
    gostaria de manter o contato com voces.
    telefone: 066 9 9978 4282
    se quiser dar uma olhada no site do meu pai o site é: http://www.fernandocardozo.com.br

    1. Bom dia Yuri! Muito obrigado pelo feedback e legal saber de vocês, você também trabalha com BIM assim como ele?
      Você já chegou a dar uma olhada no nosso curso? Tem uma base prática muito boa para quem trabalha com BIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top